Arquivo do blog

Tecnologia do Blogger.

Salmo 127

Translate

Deixe seu recado AQUI!!!

Nome

E-mail *

Mensagem *

Salmos

"ORAI PELA PAZ DE JERUSALÉM! SEJAM PRÓSPEROS OS QUE TE AMAM. REINE PAZ DENTRO DE TEUS MUROS E PROSPERIDADE NOS TEUS PALÁCIOS. POR AMOR DOS MEUS IRMÃOS E AMIGOS, EU PEÇO: HAJA PAZ EM TI! POR AMOR DA CASA DO SENHOR, NOSSO DEUS, BUSCAREI O TEU BEM" SALMOS 122.6-9
curioso gif

quarta-feira, 26 de agosto de 2009

14 anos presa em um casulo

Extraido Revista Época


Megan Parker, de 14 anos, está livre. Megan (na foto acima publicada pelo jornal Daily Mail) tirou uma armadura de plástico que sustentou sua coluna desde quando era bebê. Ela nasceu de uma cesárea em situação de emergência, porque tinha complicações cardíacas. Ao sair da barriga de sua mãe, os médicos notaram que ela tinha outro problema, desta vez na coluna. Com seis semanas, Megan foi diagnosticada com hemivértebra, uma escoliose congênita causada por deficiência na formação da vértebra. Na ocasião, os pais da menina, Tina e Robert, ouviram dos médicos que se ela não fosse operada imediatamente, seus ossos poderiam esmagar seus órgãos e ela morreria.
Aquela seria a primeira das 40 operações que a menina da pequena cidade de Colchester, na Inglaterra, faria. Durante oito anos, ela usou uma concha plástica que sustentava seu corpinho, retirada em 24 vezes. Nessas ocasiões, ela era esticada em uma cama no Royal National Orthopaedic Hospital, em Middlesex, na Inglaterra.
Como a concha pesava muito, Megan não podia correr ou brincar como as outras crianças. Com sete anos, ela ganhou uma cadeira de rodas. Com oito, ganhou placas de titânio. Doze das 40 operações foram justamente para realizar o ajuste destas placas ao seu crescimento. Vejam a imagem das placas.
Depois de muito sofrimento, Megan hoje é uma borboleta fora do casulo. A cadeira de rodas é usada ocasionalmente e, aos poucos, ela se habitua à nova vida. Ela quer ser cantora e viver as simples mudanças, como ir ao salão e cortar os cabelos. São pequenos detalhes que a impediam de ter uma vida como outras garotas da sua idade. Megan não podia lavar seus cabelos numa pia, porque não havia como envergar o pescoço. Agora ela já pode. “Sem a concha, o mundo se abriu para mim. Eu não podia nem usar roupas de menina porque a armadura era muito grande. Agora eu posso, porque sinto que as pessoas não vão mais ficar mais me olhando” disse a pequena.
Megan teve uma recuperação surpreendente, segundo os especialistas que a acompanharam durante todos esses anos. A enfermeira Susan Lister cuidou dela desde bebê. “Ela poderia ter morrido. Megan teve grande apoio de seus pais que somados à sua coragem fez com que ela chegasse onde chegou - muitas pessoas teriam desistido antes”, afirmou Lister.
“Sinto que minha pequena finalmente abandonou sua concha”, disse a orgulhosa mãe.

Megan não é um exemplo de força de vontade?



← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

3 comentários:

  1. Que coisa linda.
    Só Deus para capacitar a esses médicos.
    Abçs.

    ResponderExcluir
  2. Pede, determina e segue
    Dia a dia, não esquece de alimentar
    o que brilha em ti.
    Resgata sempre que puderes, um pouco da paz que está em teu coração e com ela celebra e fortifica os teus passos,
    as tuas direções.
    Descansa no silêncio que pousa em teu ser sempre que teus olhos encontrarem as montanhas,
    o nascer do sol...
    Sempre que teus ouvidos comungarem com os ventos, com a chuva caindo no mar.
    Aprende com a paciência do despertar que é pouco a pouco que tudo vai sendo definido,
    que é momento a momento que tudo vai sendo relembrado,
    reconstruído e desfrutado.
    Não alimenta a pressa que tua mente tem de chegar,
    e sim a tranqüilidade que teu coração necessita
    para caminhar.
    Aprende e aceita, verdadeiramente,
    que o que desejas ser-te-á dado, sempre.
    Talvez não agora e talvez não da maneira como sonhaste,
    mas da maneira como Deus sabe que necessitas, da maneira como Deus sabe que,
    assim, serás mais feliz.
    Dia a dia, cuida de ti.
    Não te castigues fortalecendo a dor, a raiva, a crença na escuridão...
    Apenas observa tais estados e sente o que podes aprender com cada um deles,
    quais mudanças poderás empreender, e depois deixa-os para trás.
    Pede, determina e segue...
    O caminho pode parecer longo,
    mas àquele que se dedica, dia a dia,
    na construção do seu próprio templo,
    a este é dado conhecer a alegria de viver apenas o momento, o momento presente.

    http://noticiasjornaistv.blogspot.com/

    http://curiosidadesdoplantaterra.blogs.sapo.pt/ este é do meu Esposo

    Vim fazer uma visitinha e trazer uma linda mensagem
    Espero sua visita Idaci deixo esta mensagem com muito Amôr

    ResponderExcluir
  3. Exemplo de vida!
    Depois nos queixamos da nossa! Imagine uma criança ficar feliz, pelo simples fato de poder usar um vestido???
    Linda matéria! Recomeço...é essa palavra que traduz a trajetória de Megan daqui p/ frente.

    ResponderExcluir